Velha mídia, velha

quarta-feira, 22 de abril de 2009 09:41 Jornalismo

Ano a ano, mí­di­as tra­di­ci­o­nais – co­mo jor­nais e re­vis­tas – têm per­di­do lei­to­res e ver­bas pu­bli­ci­tá­ri­as pa­ra a in­ter­net e pa­ra mí­di­as al­ter­na­ti­vas. Es­se não é um fa­to re­cen­te, mas que vem a to­na no­va­men­te após a di­vul­ga­ção de um ba­lan­ço do pri­mei­ro tri­mes­tre de 2009 do gru­po New York Ti­mes Co, que in­clu­em os re­sul­ta­dos do Bos­ton Glo­be e ou­tros jornais.

Pa­ra se ter uma idéia do “bu­ra­co”, mes­mo com uma re­du­ção de 9,5% dos cus­tos, a em­pre­sa te­ve uma per­da lí­qui­da de US$ 74,5 mi­lhões, que foi ala­van­ca­da, em boa par­te, pe­la que­da de 30% da re­cei­ta com pu­bli­ci­da­de. Em com­pa­ra­ção ao mes­mo pe­río­do do ano an­te­ri­or, a per­da de ren­di­men­tos to­tais foi de 18,6%, cain­do de US$ 747,9 mi­lhões pa­ra US$ 609 milhões.

A que­da foi ver­ti­gi­no­sa, co­mo mos­tram os nú­me­ros. Não há dú­vi­das de que o im­pac­to da cri­se mun­di­al re­fle­tiu no de­sem­pe­nho do gru­po New York Ti­mes Co – as­sim co­mo em to­dos os veí­cu­los de im­pren­sa. Po­rém, a for­te mi­gra­ção de lei­to­res e anun­ci­an­tes pa­ra a in­ter­net e ou­tras mí­di­as é re­al e, cer­ta­men­te, con­tri­buiu com o re­sul­ta­do negativo.

Após a no­tí­cia do de­sem­pe­nho do gru­po NYT, fi­ca cla­ro, mais uma vez, que pa­ra veí­cu­los im­pres­sos tra­di­ci­o­nais so­bre­vi­ve­rem à no­va re­a­li­da­de do mer­ca­do, eles de­ve­rão ado­tar no­vas abor­da­gens e re­for­mu­lar o con­teú­do, es­tu­dan­do no­vos for­ma­tos e al­ter­na­ti­vas pa­ra atrair os lei­to­res – con­su­mi­do­res. Ca­so con­trá­rio, se­guin­do o “pa­drão”, cer­ta­men­te as per­das se­rão agra­va­das ao lon­go dos pró­xi­mos anos e veí­cu­los for­tes, pro­va­vel­men­te, irão ruir.

Por­tan­to, a ve­lha mí­dia de­ve­rá bus­car uma di­nâ­mi­ca de mu­dan­ças, co­mo a que ocor­re, por exem­plo, na in­ter­net, on­de os há­bi­tos dos usuá­ri­os di­tam as ten­dên­ci­as e as re­gras. Acre­di­to que, ado­tan­do es­sa pos­tu­ra, jor­nais e re­vis­tas tra­di­ci­o­nais po­de­rão es­ca­par de so­frer da­nos ain­da maiores.

, ,

Faça seu comentário

Utilize o formulário abaixo ou comente via Facebook.

As opiniões expressas nos comentários são de responsabilidade exclusiva de seu(s) autor(es). Os comentários poderão ser apagados caso contenham ofensas, mensagens preconceituosas, de ódio ou que estejam em letras maiúsculas. Não há moderação de opinião, independente do posicionamento. O objetivo é favorecer o debate para que o mesmo seja o mais livre possível, dentro de um mínimo de bom senso. Leia as regras.

Confira alguns trabalhos do nosso Portfólio