Quem procura, acha!

sexta-feira, 27 de março de 2009 13:45 Jornalismo, Reflexão

O jornalista Datena é famoso por apresentar seu programa televisivo apostando, geralmente, num discurso caracterizado pela revolta contra tudo e todos. Sensacionalista, costuma enfocar suas notícias na exploração da violência banal com o objetivo de gerar comoção popular e, logicamente, muita audiência.

Personificando uma postura de “machão”, não se cansa de criticar os criminosos e as injustiças sociais como se ele próprio sofresse todas as desgraças que mostra na TV. Porém, os métodos que sua equipe utiliza para divulgar as informações acabam sendo discutíveis, principalmente levando-se em conta que o objetivo principal do jornalismo é transmitir com clareza as informações e, de preferência, de forma imparcial. Assim, o papel social que deveria exercer como jornalista, acaba se perdendo.


Discussão entre Datena e delegado

Como exemplo, este vídeo mostra uma passagem do programa apresentado ontem. Como se nota, não houve benefício para o telespectador assistir o apresentador do programa se defrontando com um delegado, perdendo o foco da reportagem para defender seu ponto de vista pessoal. Para piorar, ao final, as informações apresentadas acabaram não sendo relevantes, já que não tiveram a comprovação de uma fonte confiável.

É preciso, tanto na televisão como em qualquer área profissional, entender o seu papel e trabalhar da melhor forma possível, aceitando os seus limites e competências e respeitando os limites e o trabalho de outras pessoas. Assumir essa postura, sem dúvidas, nunca faz mal a ninguém.

Por fim, deixo a pergunta: quem você acredita ter a razão nesse caso?

, , , , , , ,

Faça seu comentário

Utilize o formulário abaixo ou comente via Facebook.

As opiniões expressas nos comentários são de responsabilidade exclusiva de seu(s) autor(es). Os comentários poderão ser apagados caso contenham ofensas, mensagens preconceituosas, de ódio ou que estejam em letras maiúsculas. Não há moderação de opinião, independente do posicionamento. O objetivo é favorecer o debate para que o mesmo seja o mais livre possível, dentro de um mínimo de bom senso. Leia as regras.

Confira alguns trabalhos do nosso Portfólio