Twitter unilateral

quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009 13:34 Cibercultura

Ade­ri ao Twit­ter há al­gum tem­po e es­cre­vo lá com cer­ta freqüên­cia. Pe­lo que no­tei – e no­to –, não fa­ço na­da mui­to di­fe­ren­te do que mui­ta gen­te que es­tá “twit­tan­do”. E, sin­ce­ra­men­te, can­sei des­sas inu­ti­li­da­des.

O Twit­ter não po­de car­re­gar a cul­pa pe­la mi­nha po­bre ex­pe­ri­ên­cia com a fer­ra­men­ta. Eu ima­gi­no que não es­tou fa­zen­do o uso da ma­nei­ra mais ade­qua­da, ape­nas utilizando-​o co­mo um blo­co pa­ra pe­que­nas ano­ta­ções de pen­sa­men­tos va­gos. Po­rém, ho­je, de­ci­di mu­dar a mi­nha pos­tu­ra e pre­ten­do in­te­ra­gir com as pes­so­as que “me se­guem” e, tam­bém, com as que eu acho que es­tou se­guin­do. A par­tir de ago­ra, o Twit­ter, pa­ra mim, de­ve dei­xar de ser uma fer­ra­men­ta de co­mu­ni­ca­ção uni­la­te­ral. Che­ga de es­cre­ver men­sa­gens que não são do in­te­res­se de nin­guém, além de mim mes­mo.

Um dos fa­to­res que me mo­ti­va­ram a to­mar es­sa ati­tu­de foi um ar­ti­go que li no blog do Pa­trí­cio Jú­ni­or. Além de sua ex­pla­na­ção mui­to in­te­li­gen­te, os co­men­tá­ri­os tam­bém fo­ram im­por­tan­tes, co­mo um que di­zia “Twit­ter: ago­ra eu sei pa­ra que ser­ve, mas não sei ex­pli­car o que é”.

Pa­ra en­cer­rar bem, se­guin­do es­se cri­té­rio de eli­mi­nar as fu­ti­li­da­des, ou­tra no­tí­cia que te­nho pa­ra dar é que, tam­bém, es­tou abo­lin­do do blog Diá­lo­go os posts “Pa­ra pen­sar”. Sei que tem gen­te que gos­ta de ler es­sas fra­ses de im­pac­to, po­rém, é mui­to mais ne­gó­cio, pa­ra quem tem es­se in­te­res­se, fa­zer uma bus­ca no Go­o­gle e en­con­trar si­tes es­pe­ci­a­li­za­dos em fra­ses.

PS: Pa­ra quem uti­li­za o Twit­ter e gos­ta de con­ver­sar so­bre as­sun­tos re­la­ci­o­na­dos à co­mu­ni­ca­ção, pro­pa­gan­da, de­sign e in­ter­net, dei­xo aqui o link pa­ra o meu pro­fi­le: www​.twit​ter​.com/​b​r​u​n​o​g​o​n​c​a​l​ves

, , , , , , ,

Faça seu comentário

Utilize o formulário abaixo ou comente via Facebook.

As opiniões expressas nos comentários são de responsabilidade exclusiva de seu(s) autor(es). Os comentários poderão ser apagados caso contenham ofensas, mensagens preconceituosas, de ódio ou que estejam em letras maiúsculas. Não há moderação de opinião, independente do posicionamento. O objetivo é favorecer o debate para que o mesmo seja o mais livre possível, dentro de um mínimo de bom senso. Leia as regras.

Confira alguns trabalhos do nosso Portfólio