Trabalhar com amor

terça-feira, 2 de dezembro de 2008 14:24 Etc, Reflexão

Na vi­da, por mais que o di­nhei­ro se­ja um “mal” in­dis­pen­sá­vel, o co­ra­ção ati­vo ba­ten­do for­te e o amor pe­lo que se tem e o que se faz é, sem dú­vi­da, o bem mais va­li­o­so e mais im­por­tan­te. Sem amor, não há vi­da. E fa­zer al­go sem vi­da nun­ca é ou se­rá gratificante.

To­dos nós co­nhe­ce­mos pes­so­as que tra­ba­lham sem amor, que tra­ba­lham por “ne­ces­si­da­de”. E, nor­mal­men­te, es­sa ne­ces­si­da­de po­de nem mes­mo exis­tir, mas aca­ba sen­do cri­a­da pa­ra ser­vir de pre­tex­to, de ar­gu­men­to pa­ra des­cul­pas. E um gran­de pro­ble­ma que es­tá re­la­ci­o­na­do a es­se fa­to é que, pa­ra a nos­sa so­ci­e­da­de, o ho­mem bem-​sucedido é aque­le que acu­mu­la bens ma­te­ri­ais, que an­da no “car­ro do ano”, com rou­pa “bo­ni­ta”. Aque­le pro­fis­si­o­nal que es­ta fe­liz com o tra­ba­lho que faz, mui­tas ve­zes, não aca­ba sen­do re­co­nhe­ci­do co­mo um ho­mem bem-​sucedido. O sor­ri­so não tem mais va­lor. Nós es­ta­mos per­den­do a es­sên­cia dos va­lo­res da vi­da – mui­ta gen­te não sa­be mais o que é is­so. Não sa­be o que é ter pra­zer em re­a­li­zar um tra­ba­lho, de ter or­gu­lho de sua pro­fis­são, de olhar pa­ra o re­sul­ta­do fi­nal e sa­ber que sua con­tri­bui­ção é importante.

É pre­ci­so, pri­mor­di­al­men­te, amar seu tra­ba­lho. As­sim con­quis­ta­mos o su­ces­so pes­so­al – que não tem nú­me­ros co­mo re­sul­ta­do fi­nal, mas sim fe­li­ci­da­de. Pa­ra aque­les que tra­ba­lham com amor, o su­ces­so é garantido.

, , , , , ,

Faça seu comentário

Utilize o formulário abaixo ou comente via Facebook.

As opiniões expressas nos comentários são de responsabilidade exclusiva de seu(s) autor(es). Os comentários poderão ser apagados caso contenham ofensas, mensagens preconceituosas, de ódio ou que estejam em letras maiúsculas. Não há moderação de opinião, independente do posicionamento. O objetivo é favorecer o debate para que o mesmo seja o mais livre possível, dentro de um mínimo de bom senso. Leia as regras.

Confira alguns trabalhos do nosso Portfólio