Um dia depois

segunda-feira, 6 de outubro de 2008 14:27 Etc, Reflexão

A apu­ra­ção dos vo­tos das elei­ções mu­ni­ci­pais apre­sen­tou quais se­rão os pró­xi­mos go­ver­nan­tes e par­la­men­ta­res em gran­de par­te dos mu­ni­cí­pi­os bra­si­lei­ros. Ape­sar dis­so, mui­tas ca­pi­tais e gran­des ci­da­des ain­da pas­sa­rão pe­lo se­gun­do tur­no pa­ra de­fi­ni­rem quais se­rão seus pró­xi­mos prefeitos.

Uma cons­ta­ta­ção que foi im­por­tan­te e po­de ser­vir de termô­me­tro pa­ra ava­li­ar a fal­ta de cre­di­bi­li­da­de dos can­di­da­tos jun­to aos elei­to­res foi o gran­de ín­di­ce de vo­tos bran­cos e nu­los – além das abs­ten­ções. Aqui em Bau­ru, on­de ocor­re­rá o se­gun­do tur­no, a so­ma­tó­ria des­ses três fa­to­res po­de­ria con­ta­bi­li­zar 55.584 vo­tos, nú­me­ro que fi­ca pró­xi­mo ao vo­lu­me con­quis­ta­do pe­lo se­gun­do co­lo­ca­do na dis­pu­ta pa­ra pre­fei­to, que al­can­çou 57.431.

Ou­tra ques­tão que ates­ta a in­sa­tis­fa­ção do elei­to­ra­do bau­ru­en­se é a mu­dan­ça dos ve­re­a­do­res es­co­lhi­dos pa­ra atu­ar na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal. Dos 15 atu­ais ve­re­a­do­res que com­põem o le­gis­la­ti­vo, ape­nas três con­se­gui­ram se re­e­le­ger, mes­mo com a aber­tu­ra de mais uma ca­dei­ra de­vi­do ao cres­ci­men­to po­pu­la­ci­o­nal, to­ta­li­zan­do as­sim 16 ve­re­a­do­res eleitos.

Em to­do o Bra­sil po­de­mos no­tar que os elei­to­res que­rem mu­dan­ças, ações re­ais que pro­mo­vam re­sul­ta­dos po­si­ti­vos. Es­tão can­sa­dos de dis­cur­so de­ma­gó­gi­co e de ver­bor­ra­gia. Além dis­so, es­tão aten­tos ao tra­ba­lho – ou fal­ta de­le – que os pre­fei­tos e ve­re­a­do­res es­tão re­a­li­zan­do, já que o pa­pel de­les é fa­zer o me­lhor tra­ba­lho pa­ra aten­der as ne­ces­si­da­des da so­ci­e­da­de. E co­bram por is­so. Afi­nal, nes­sa re­la­ção, quem de­ve co­man­dar são os elei­to­res, e não os eleitos.

, ,

Faça seu comentário

Utilize o formulário abaixo ou comente via Facebook.

As opiniões expressas nos comentários são de responsabilidade exclusiva de seu(s) autor(es). Os comentários poderão ser apagados caso contenham ofensas, mensagens preconceituosas, de ódio ou que estejam em letras maiúsculas. Não há moderação de opinião, independente do posicionamento. O objetivo é favorecer o debate para que o mesmo seja o mais livre possível, dentro de um mínimo de bom senso. Leia as regras.

Confira alguns trabalhos do nosso Portfólio